18 de dezembro de 2010

Visita

Fui procurar-te à última morada,
Não te encontrei. Apenas encontrei
Lousas brancas e pássaros cantando...
Teu espírito, longe, onde não sei,
Da obra na eternidade assegurada,
Sorri aos amigos, que estão te chorando.

Um comentário:

Felicidade Clandestina disse...

Que maravilha este recanto :)
Gostei do que li por aqui... parabéns pela seleção de poemas!

Gosto demais do Bandeira.

Abraços