13 de agosto de 2010

Resposta a Vinicius

Carlos Drummond de Andrade, Vinicius de Moraes, Manuel Bandeira, Mario Quintana e Paulo Mendes Campos na casa do cronista Rubem Braga (1966).

Poeta sou; pai, pouco; irmão, mais.
Lúcido, sim; eleito, não.
E bem triste de tantos ais
Que me enchem a imaginação.

Com que sonho? Não sei bem não.
Talvez com me bastar, feliz
- Ah feliz como jamais fui! -,
Arrancando do coração
- Arrancando pela raiz -
Este anseio infinito e vão
De possuir o que me possui.

Um comentário:

Eliane F.C.Lima disse...

Vim atrás do Bandeira. Mentirinha: tive saudades de você. Será que o Japão é mesmo tão longe assim?
Eliane F.C.Lima (Literatura em vida 2)