1 de agosto de 2010

A Realidade e a Imagem

O arranha-céu sobe no ar puro lavado pela chuva
E desce refletido na poça de lama do pátio.
Entre a realidade e a imagem, no chão seco que as separa,
Quatro pombas passeiam.

2 comentários:

Henrique Chaudon disse...

Caro Nei:
Não seria " no ar puro lavado pela chuva"?
Abraço, Henrique.

Nei kS disse...

Lavado, claro.

abs!