7 de maio de 2009

POEMA DO BECO

Que importa a paisagem, a Glória, a baía, a linha do horizonte?
- O que eu vejo é o beco.

1933

6 comentários:

Ren Deville disse...

Que importa a paisagem, a Glória, a baía, a linha do horizonte?
- O que eu vejo é o beco.


Que me aconforta a paisagem, a Glória, a baía, a linha do horizonte?
- Desculpe, Bandeira, mas eu já parei de ver o Beco.

Anônimo disse...

"eu já parei de ver o Beco."

Entºao agora vai ver o cu....

Sarah disse...

sooh consigoo ver o BECO.. E OLHEE LAAH, Q AS VEZES NEM BECO SE VÊê... =(

Anônimo disse...

Pois é já vi o beco!
Adivinha o que tinha lá!?
As putinhas. =D

nuno_santos_dias disse...

Ando sem destino,
ando sem ninguém,
quase pareço um felino,
num beco sem alguém.

Meu caminho está tão escuro,
apagaste a minha luz,
não sei como passar este muro,
esta ai alguém truz truz.

Bato nessa porta,
essa porta que se fechou,
mais parece uma anedota,
para alguém que tanto te amou.

Rir agora é o que me resta,
pois não sabes quem perdeu,
eu perdi quem não presta,
tu não me agarras-te ardeu.

Ardeu o sentimento,
ardeu meu coração,
que parece um calhau de cimento,
chorar não é solução...

ASS.Nuno Dias

Anônimo disse...

Nuno Diad, punheteiro maricas.