24 de março de 2009

TOANTE

...wie ein stilles Nachgebet.
LENAU

Molha em teu pranto de aurora as minhas mãos pálidas.
Molha-as. Assim eu as quero levar à boca,
Em espírito de humildade, como um cálice
De penitência em que minh'alma se faz boa...

Foi assim que Terza de Jesus amou...
Molha em teu pranto de aurora as minhas mãos pálidas
O expasmo é como um êxtase religioso...
E o teu amor tem o sabor de tuas lágrimas...

Nenhum comentário: